O Centro Humanitário de Apoio à Mulher (Chame), da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) realizará nesta quinta-feira, 8, à partir das 9 horas, uma panfletagem no semáforo em frente à Catedral Cristo Redentor, no Centro Cívico.

Conforme a procuradora Especial da Mulher, deputada Betânia Almeida (PV), a ação se deu em virtude ao grande índice de violência doméstica em Roraima, que se agravou com a pandemia do novo coronavírus, após o isolamento social.

“A intenção não é somente chamar a atenção da sociedade sobre esses altos índices de violência doméstica contra à mulher, mas também conscientizar sobre a importância de colaborar com as denúncias, pois sabemos que muitas vítimas ainda têm receio de levar às autoridades competentes os abusos cometidos pelos seus parceiros”, destacou a procuradora.

Folders, adesivos, informativos e cartilhas educativas, contendo assuntos referentes ao Chame, tipos de violência, Lei Federal 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha, formas de denúncia, entre outros quesitos são os materiais que serão entregues aos motoristas e a população em geral no dia da ação.

“O momento é de conscientizar e de união, pois não podemos mais aceitar que as nossas mulheres continuem sendo vítimas de violência que em alguns casos, chegam a ser assassinadas pelos seus companheiros. Não vamos nos calar, vamos denunciar!”, enfatizou Betânia.

Casos – Conforme o Centro Humanitário de Apoio à Mulher (Chame), em 2020, antes da pandemia do novo coronavírus foram registrados 146 atendimentos presenciais.

Com o aparecimento do vírus em Roraima, o Zap Chame computou 702 registros de denúncias.

Já em 2021, ainda com a pandemia, de janeiro até o dia 18 de junho, foram realizados 282 atendimentos.

Conforme dados do Tribunal de Justiça de Roraima (TJ-RR), por meio do Juizado Especial de Violência Doméstica, 2020 fechou com 2.130 casos. Já pela Vara Criminal, no mesmo ano, foram registrados sete casos de feminicídio. O TJ também computou 1.328 medidas protetivas no estado.

Os bairros Cidade Satélite, Senador Hélio Campos e São Bento são os locais que lideram as ocorrências de criminalidade contra mulheres, segundo informações do Tribunal de Justiça e da Polícia Militar de Roraima (PM-RR).

Os dados referentes a 2021 só serão divulgados pelo poder judiciário após o fechamento do ano.

Confira na íntegra, as Indicações e Projetos de Lei de autoria da deputada Betânia Almeida (PV):

Ano 2019:

PLs e Indicações (aqui)

Ano 2020:
PLs (aqui) e
Indicações (aqui)

Ano 2021:
PLs (aqui) e Indicações (aqui)

Por Ascom/DBA

Visite nossas Redes Sociais

Site Oficial: https://betaniaalmeida.com.br/
Facebook:
https://bit.ly/337Cng4
Instagram:
https://bit.ly/3iO6LC9
Twitter:
https://bit.ly/3cgBMMy
WhatsApp:
https://bit.ly/3cQgiHa
Youtube:
https://bit.ly/391dOV