Em mais um encontro com a secretária Nacional da Família, Ângela Gandra, e a sua equipe, a deputada estadual Betânia Almeida (PV) tratou sobre programas para o fortalecimento dos relacionamentos familiares em Roraima. A audiência foi realizada nesta quinta-feira, 24, no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, em Brasília.

Entre os programas que devem ser implantados em nosso estado estão o “Famílias Fortes”, o “Reconecte” e o “Observatório Nacional da Família”.

A parlamentar conversou com a secretária e com os coordenadores de cada um dos programas. O próximo passo será a formalização da parceria para a implantação dos programas em Roraima ainda em 2021.

A parlamentar destaca a importância desses programas para as famílias de Roraima.

“A família é a base mais forte de uma sociedade, precisamos cuidá-la bem. É a instituição responsável pela socialização dos indivíduos”

Deputada Betânia Almeida (PV)

Presidente da Comissão da Família
Assembleia Legislativa de Roraima

Leia também:

Conheça os programas que a deputada Betânia Almeida, presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Família, da Criança e do Adolescente pretende implantar em Roraima este ano:

Programa Famílias Fortes

Diversos estudos têm demonstrado que a melhora na qualidade das relações familiares, a partir do treinamento de habilidades parentais e socioemocionais, favorece o desenvolvimento saudável de crianças e adolescentes prevenindo comportamentos de risco tais como o consumo de álcool e drogas, o abandono escolar, o envolvimento com violência, a iniciação sexual precoce e a gravidez na adolescência.

Neste contexto, foi desenvolvido o Famílias Fortes, uma metodologia de sete encontros semanais para famílias com filhos entre 10 e 14 anos que visa promover o bem-estar dos membros da família, fortalecendo os processos de proteção e construção de resiliência familiar e reduzindo os riscos relacionados a comportamentos problemáticos.

Na primeira hora de cada encontro os pais ou responsáveis se reúnem em uma sala e os filhos de 10 a 14 anos em outra. Os pais são ensinados a esclarecer as expectativas com base nas normas de desenvolvimento de crianças e adolescentes, a usar práticas disciplinares apropriadas, a gerenciar emoções fortes em relação aos filhos e a se comunicar de maneira eficaz. Já os filhos aprendem habilidades para interação pessoal e social, como, ter metas que deem sentido à vida, seguir regras, reconhecer as dificuldades e qualidades dos pais, lidar com a pressão dos amigos, saber identificar modelos positivos e ajudar os outros.

Na segunda hora, pais e filhos se reúnem numa mesma sala onde praticam as habilidades que aprenderam independentemente, trabalham na comunicação e resolução de conflitos e se envolvem em atividades para aumentar a coesão familiar e o envolvimento positivo dos filhos na família.

Para a condução dos encontros, os facilitadores dispõem de um manual, que detalha todas as atividades e o tempo de cada uma, e de vídeos que abordam os temas a serem trabalhados com as famílias.

Objetivos

O objetivo geral é o bem-estar dos membros da família a partir do fortalecimento de seus vínculos e do desenvolvimento de habilidades parentais e sociais.

Os objetivos específicos são:
– Ensinar pais e filhos a desenvolverem maneiras eficazes de comunicação e relacionamento.
Mostrar aos pais a importância de apoiar seus filhos.
– Ajudar os pais a disciplinar e orientar seus filhos de forma eficaz.
– Orientar os filhos sobre como compreender e valorizar seus pais.
– Ensinar os filhos a lidar com o estresse e a pressão dos amigos.
​​​​​- Promover uma expectativa de futuro aos jovens.

Quem é envolvido?

Para a implementação do Famílias Fortes a Secretaria Nacional da Família estabelece parcerias com municípios, Organizações da Sociedade Civil e Instituições Federais.

O que é necessário para a implementação?​

· Formação dos articuladores e facilitadores que irão atuar no Famílias Fortes (curso EAD disponibilizado pela Secretaria Nacional da Família no AVAMEC);
· Material didático: Manuais dos Facilitadores, Caderno de Atividades dos Pais, Caderno de Atividades dos Filhos, Kit com cartazes e cartões (disponibilizado pela Secretaria Nacional da Família);
· Articulador local responsável pela supervisão da execução e pelo preenchimento dos formulários e relatórios de monitoramento do Famílias Fortes;
· Facilitadores: de 3 a 5 profissionais (preferencialmente das áreas de assistência social, educação ou saúde) com disponibilidade de 5 horas semanais para aplicar a metodologia com um grupo de até 15 famílias;
· Cuidador: 1 profissional com disponibilidade de 2 horas semanais para cuidar dos filhos menores de 10 anos durante a realização dos encontros;
· Duas salas equipadas com TV ou projetor para os encontros e um espaço para as crianças menores de 10 anos;
· Lanche no intervalo dos encontros;
· Material de papelaria;
· Divulgação da iniciativa na comunidade local.

Observatório Nacional da Família

Unidade de pesquisa integrante da estrutura da SNF/MMFDH que visa incentivar o desenvolvimento de estudos e pesquisas relacionados à temática da família, subsidiar o processo de formulação de políticas familiares, bem como promover o intercâmbio e a difusão do conhecimento científico sobre a família no Brasil e no mundo.

Entre os seus eixos temáticos, estão: a família no contexto da educação; desenvolvimento e fortalecimento de vínculos familiares e parentalidade contemporânea; políticas de prevenção ao suicídio e autolesão provocada sem intenção suicida entre adolescentes e jovens; o impacto da tecnologia nas relações familiares.

O conteúdo pode ser acessado através do site (onf.mdh.gov.br) que, além dos Programas e Cartilhas desenvolvidos pela Secretaria Nacional da Família, compreende também publicações acerca dos dez eixos temáticos que compõem a biblioteca do Observatório, bem como outras informações relevantes especificadas na página principal.

Programa “Reconecte”

O vício em tecnologias digitais tem se tornado uma realidade cada vez mais clara em nossa sociedade, o que tem gerado diversos impactos significativos sobre a vida familiar. Foi com o objetivo de enfrentar esse desafio que surgiu o Programa “Reconecte”, que busca o fortalecimento das relações familiares por meio do uso inteligente das novas tecnologias.

As ações do programa incluem, a disponibilização de um curso na modalidade à distância sobre o tema (40h) para capacitação de multiplicadores que irão transmitir o conteúdo aos pais, além da organização de seminários com especialistas e a produção de materiais educativos para crianças e adolescentes.

Para implantação, sugere-se a formação de multiplicadores que organizarão 4 oficinas semanais de uma hora com temas específicos ( Relação da família, saúde, educação e segurança com a tecnologia). As oficinas poderão ocorrer em um formato único de workshop a ser ministrado em um único dia. Poderão participar pais ou responsáveis acompanhados de filhos entre 9 a 14 anos. A quantidade de famílias a serem atendidas, está limitada ao espaço físico disponível que poderá ser uma sala ou auditório equipados com TV ou projeto.

Confira na íntegra, as Indicações e Projetos de Lei de autoria da deputada Betânia Almeida (PV):

Ano 2019:

PLs e Indicações (aqui)

Ano 2020:
PLs (aqui) e
Indicações (aqui)

Ano 2021:
PLs (aqui) e Indicações (aqui)

Por Ascom/DBA

Visite nossas Redes Sociais

Site Oficial: https://betaniaalmeida.com.br/
Facebook:
https://bit.ly/337Cng4
Instagram:
https://bit.ly/3iO6LC9
Twitter:
https://bit.ly/3cgBMMy
WhatsApp:
https://bit.ly/3cQgiHa
Youtube:
https://bit.ly/391dOV