A presidente da Comissão de defesa dos direitos da mulher e procuradora Especial da mulher da Assembleia Legislativa de Roraima, deputada Betânia Almeida (PV) destacou na sessão de hoje, 19, a importância da data que marca o Dia Nacional e Mundial de Doação de Leite Humano.

A parlamentar parabenizou e propôs uma Moção de Aplauso às mulheres doadoras de leite. “Um pote de leite humano doado pode alimentar até 10 recém-nascidos por dia. No de prematuro, apenas 1ml já é o suficiente para nutri-lo cada vez que ele for alimentado”, destaca.

A deputada também enfatiza que a doadora se beneficia com a doação. “Ela alivia os sintomas da mama cheia, ajuda a manter a produção de leite humano para o seu próprio bebê e ainda protege de problemas mamários”, elenca.

“O ato [de doar leite] alimenta a autoestima da mulher por auxiliar outras mulheres e crianças numa verdadeira rede de amor e solidariedade.

O leite materno é a arma mais importante contra a mortalidade infantil, por isso, é importante conscientizar sobre a importância do aleitamento materno e a doação de leite humano”

Deputada Betânia Almeida (PV)

Procuradora Especial da Mulher
Presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher e da Criança

Assembleia Legislativa de Roraima

Em Roraima

O Banco de Leite humano dra. Marilurdes Albuquerque, em Boa Vista, é o único do estado à disposição das mães, localizado no Hospital Materno-Infantil Nossa Senhora de Nazareth.

O Banco possui uma equipe multiprofissional com nutricionista, psicólogo, enfermeiros e técnicos de enfermagem para auxiliar e acolher as mães no processo de aleitamento e de doação. “Inclusive tem uma parceria com o Corpo de Bombeiros Militar de Roraima (CBM-RR). Os militares do “Projeto Amigos do Peito” fazem a coleta do leite na casa das mães doadoras de forma adequada, independente da quantidade doada, para que elas não precisem se deslocar até o banco”, enfatiza.

 Segundo a parlamentar, em 2020, as doações caíram cerca de 30%, por causa da pandemia.

Atualmente o Banco de Leite conta com 81 doadoras ativas, somando as mamães que doam de suas casas e diretamente no banco de leite. No último mês foram coletados 104 litros de leite, mas o ideal seria a coleta de pelo menos 10 litros por dia para as demandas das enfermarias e não apenas a UTI neonatal da maternidade.

A mãe interessada em doar precisa ter uma produção maior do que as necessidades de seu próprio filho, ter boa saúde e não tomar medicamentos contraindicados para a amamentação.

O contato pode ser feito pelo 95) 98414-0772.

Confira na íntegra, as Indicações e Projetos de Lei de autoria da deputada Betânia Almeida (PV):

Ano 2019:
PLs e Indicações
(aqui)

Ano 2020:
PLs (aqui) e
Indicações (aqui)

Ano 2021:
PLs (aqui) e Indicações (aqui)

Por Ascom/DBA