Acolhimento e parceria às mulheres durante a pandemia. Este foi o tema da Live desta sexta-feira (14), feita pelo Chame (Centro Humanitário de Apoio à Mulher), órgão da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) e que oferece acompanhamento de equipe técnica e multidisciplinar às mulheres em situação de violência.

Durante uma hora de transmissão, as convidadas pontuaram os avanços da Lei Maria da Penha (Lei nº 11340/06), a aplicabilidade e as várias formas de violência doméstica, além do atendimento de forma remota feito pela equipe multidisciplinar do Chame, por meio do ZAP CHAME. A Live foi transmitida pela TV Assembleia (Canal 57.3) e nas fanpages do YouTube e Facebook (@assembleiarr).

A deputada Betânia Almeida (PV), Procuradora Especial da Mulher, destacou a relevância do papel do Chame no cenário da pandemia da Covid-19, momento em que cresce, exponencialmente, o número de mulheres vítimas da violência doméstica.

“Tenho certeza que tiramos dúvidas importantes nessa live, fizemos questionamentos pertinentes, orientamos e buscamos solução para os nossos internautas. Temos profissionais competentes que fazem um trabalho impecável de acolhimento e parceria, junto à mulher agredida. Vamos tirar nossas mulheres dessa situação, por meio de políticas públicas sérias voltadas para a capacitação no mercado de trabalho. Eu quero nossas mulheres livres”, destacou a parlamentar.

Participaram da Live a advogada e coordenadora do Chame, Francene D’Aguiar, a psicóloga Adria Santos Almeida, a assistente social, Raquel Almeida, e a titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), Verlania Assis.

Com o crescimento da violência doméstica durante a pandemia, a delegada Verlania Assis salienta a importância da conscientização da sociedade para o tema. “Nós falamos há décadas sobre a violência contra a mulher, mas ainda hoje precisamos que todos se conscientizem que essa violência existe, que é real e que não é invenção. A sociedade precisa se solidarizar com essas mulheres”, afirmou.

Mesmo sem atendimento presencial, os profissionais do órgão proporcionam atendimento individual necessário para a superação do trauma, contribuindo para o fortalecimento da mulher e o resgate da cidadania.

APLICATIVO

Pelo aplicativo de mensagens, a vítima agenda o atendimento com uma das profissionais da equipe. Ela recebe um link com a data e o horário para acessar a plataforma, por meio de chamada de vídeo.

Basta enviar mensagem para o ZAP CHAME (95) 98402-0502 para ter acesso às orientações e atendimento multiprofissional. A ferramenta funciona 24 horas por dia, inclusive aos finais de semana e feriados. Por meio do aplicativo de mensagens é prestado desde o apoio psicológico até o jurídico.

Texto: Kátia Bezerra/SupCom ALE-RR
Foto: Tiago Orihuela/SupCom ALE-RR

Confira na íntegra, as Indicações e Projetos de Lei de autoria da deputada Betânia Almeida (PV):

Ano 2019:
PLs e Indicações
(aqui)

Ano 2020:
PLs (aqui) e
Indicações (aqui)

Ano 2021:
PLs (aqui) e Indicações (aqui)

Por Ascom/DBA